ENDOCRINOLOGIA NA
MELHOR IDADE

ALTERAÇÕES HORMONAIS
METABOLISMO, ALIMENTAÇÃO
E ATIVIDADES FISICAS.


As mudanças mais importantes na atividade da endocrinologia durante o envelhecimento, do ponto de vista clínico, envolvem o pâncreas e a tireóide.

Aproximadamente 40% dos indivíduos com idade entre 65 e 74 anos e 50% dos indivíduos com mais de 80 anos (ditos como idosos ou melhor idade), possuem algum problema com tolerância a glicose ou "diabete mellitus", e quase metade dos diabéticos idosos não são diagnosticados.

Essas pessoas estão correndo o risco de desenvolver rapidamente complicações secundárias, principalmente vasculares. As mudanças nos receptores e nos pós-receptores de insulina são componentes críticos da Endocrinologia do Envelhecimento.

A diminuição relativa da secreção de insulina pelas células, a alimentação errada dos nossos dias, o sedentarismo, o aumento da massa gorda abdominal, e a diminuição da massa magra do corpo contribuem para a deterioração do metabolismo da glicose.

A Endocrinologista excplica que uma Dieta balanceada, exercícios físicos, agentes hipoglicêmicos e insulina são os quatro componentes do tratamento desses pacientes, cujos cuidados médicos devem ser intensivos.